Minha poesia publicada no www.overmundo.com.br


Cadê a infância?
 
 
brincadeiras1
 
                      por Sandrah Sagrado
 
É manhã….
O menino levanta lépido, lépido,
ligeiro se troca, busca pão,
pão da vida, pão que é comida.
Come, bebe, sai…
Nem mãe, nem pai…
Sai…como é livre!!

Como se grande fosse,
sai para a rua,
solta pipa, solta bola,
sonha, sonha, chora.

Volta a casa:
tem comida?
Come, bebe e sai.
Como empregado de fábrica,
trabalhador cansado,
brinca como se fosse trabalho,
se diverte como obrigação.

Cadê a criança?
Só dez anos e já pensa no pão.
Brinca pensando em profissão.
Brinca pensando o futuro.
Será que brinca?

Brinca e volta zangado,
nem mãe nem pai,
só ele…como se só fosse.
Fala pouco, come, bebe e sai.
E tenta convencer mãe
e tenta convencer pai
a fazerem o que ele quer,
que quer para brincar,
brincadeira quase de grande.
Mentalidade de criança velha,
tempos outros esses de agora.

Cadê a criança?
Criança que vê tv e crítica,
critica os adultos como aos pais.
Criança que faz esforço
para deixar de ser criança
e ter moral para criticar os demais.

Cadê a infância?
Onde está a criança?

Pai nem mãe brincam mais.
A criança se acha grande,
quer fazer coisas e mais coisas,
que em sua idade ninguém faz.

A infância do silêncio e do sossego,
substituída pelo grito e pelo apego
aos mistérios dos filmes de terror e
bangue bangue como se fossem normais.

Cadê a infância?
Cadê a criança?
Que dormia e sorria em paz?
A criança de outros tempos atrás
com certeza, não há mais.

Anúncios

Um comentário sobre “Minha poesia publicada no www.overmundo.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s