Os 9 Visões da Profecia Celestina!


Atualmente muitas pessoas procuram um sentido para a vida, porque já descobriram que pensar somente nos bens materiais não traz a total felicidade, tanto que a depressão, doenças psicossomáticas dáo conta de nos mostrar isso. Este livro e o filme mostram um novo despertar para a realidade Divina, onde somos co-criadores quando estamos unos com a Energia Criadora de Todo o Universo. É um verdadeiro despertar. Confira!

Jornal Despertar e Sandra Sagrado

Profecia celestina o livroMundialmente conhecido pelos seus escritos sobre a vida espiritual e as relações entre a experiência do dia-a-dia e a dimensão sagrada do Universo, James Redfield escreveu mais de dez livros mas ficou célebre com A Profecia Celestina, que se tornou rapidamente um livro de culto para muitos dos que se interessam pelas questões metafísicas. Nascido no Alabama em 1950 e licenciado em Sociologia pela Universidade de Auburn, Redfield publicou A Profecia Celestina quando tinha 43 anos, numa edição de autor, depois de ter trabalhado durante quinze anos como terapeuta com adolescentes psicologicamente fragilizados e com as suas famílias. A partir de 1994, o ano em que a Warner Books comprou os direitos e publicou A Profecia Celestina, este livro foi um dos mais vendidos em todo o mundo, tendo sido traduzido em quase todas as línguas. O fenómeno manteve-se ao longo da década de 90 e durante três anos consecutivos o livro esteve na lista de best-sellers do conceituado New York Times. James Redfield escreveu algumas sequelas desta novela, mas sem o mesmo sucesso alcançado pela Profecia. Por tudo o que fica dito sobre o livro e o autor, A Profecia Celestina é uma obra a não perder.”

Os 9 insights da Profecia Celestina!

1 – Estamos descobrindo de novo que estamos vivendo num mundo profundamente misterioso,  repletos de coincidências inesperadas e encontros sincronísticos que parecem predestinados.

  • “A Primeira Visão é a visão do despertar. Contemplamos nossa vida e percebemos que existem mais coisas acontecendo do que imaginávamos. Além das nossas rotinas e desafios do dia-a-dia, podemos detectar a influência do elemento divino: “coincidências significativas” que parecem estar nos enviando mensagens e nos conduzindo a uma direcção particular.

2 – Quanto mais nos despertamos para este mistério,  criaremos uma visão de mundo completamente nova,  redefinindo o universo como energético e sagrado.

  • Nosso despertar não é nada menos do que nos libertarmos da preocupação secular da era moderna, e abrirmos nossa mente para uma visão nova e mais verdadeira do mundo, sem o materialismo imposto.

3 –  Descobriremos que tudo ao nosso redor, toda matéria é constituída de, e se origina de uma energia divina que nós estamos começando a ver e a entender.

  • A Terceira Visão descreve nossa visão do universo como energia dinâmica. Ao contemplarmos o mundo que nos cerca, não mais podemos pensar que tudo é composto de substância material.A partir da sabedoria do pensamento oriental, sabemos que temos acesso a essa energia universal. Podemos projetá-la para fora com nossos pensamentos e intenções, influenciando nossa realidade e a realidade dos outros

4 – Sob esta perspectiva, podemos dizer que os humanos sempre se sentiram inseguros e desconectados desta fonte sagrada e tentaram pegar a energia dominando uns aos outros. Esse esforço é responsável por todos os conflitos humanos.

  • A Quarta Visão é a consciência de que os seres humanos com frequência rompem sua ligação interior com essa energia mística. Em decorrência disso, temos tido a tendência de nos sentirmos fracos e inseguros, e com frequência procuramos nos reerguer sugando a energia de outros seres humanos. Fazemos isso tentando manipular ou dominar a atenção dos outros. Com frequência os outros se rebelam contra essa usurpação da sua força, gerando uma luta pelo poder. Todos os conflitos do mundo têm origem nessa luta pela energia humana.

5 – A única solução é cultivar uma nova reconexão pessoal com o Divino, uma transformação mística que nos preencha de energia e amor ilimitados, aumente a nossa percepção da beleza,  e nos eleve a uma auto-consciência melhor.

  • A Quinta Visão é a experiência da ligação interior com a energia divina. Ao explorar e seguir nossa divindade interior, podemos estabelecer um contacto pessoal com um tipo de experiência chamada mística. Em nossa busca deste estado alterado, distinguimos entre a descrição intelectual desta consciência e a consciência em si. Temos a coragem de pôr em prática essas medidas para realmente buscar esta união com o divino. É esta conexão com a energia total que resolve todos os conflitos. Não mais precisamos da energia dos outros.

6 – Nesta consciência, nós podemos lançar o nosso próprio padrão de controle e descobrir uma verdade específica, uma missão, estamos aqui para ajudar a compartilhar e a desenvolver a humanidade para este novo nível de realidade.

  • Quanto mais permanecemos ligados, mais tomamos consciência dos momentos em que perdemos a ligação, geralmente quando estamos sob tensão. Nestes momentos, podemos perceber nossa maneira particular de roubar energia dos outros. Tão logo nos tornamos conscientes das nossas manipulações, nossa ligação torna-se mais constante e podemos então descobrir nosso caminho de crescimento na vida, bem como nossa missão espiritual, o modo pessoal pelo qual podemos contribuir para o mundo

7 – Perseguindo esta missão,  iremos descobrir uma intuição interna que nos  mostrará aonde ir e o que fazer, e se nós fizermos apenas interpretações positivas, trará um fluxo de coincidências que abrirá as portas para nossa missão a se desdobrar.

  • A Sétima Visão é a consciencialização de que as coincidências têm nos conduzido o tempo todo à realização da nossa missão e à busca da nossa questão vital básica. As respostas sincronísticas são oriundas de muitas fontes: dos sonhos, devaneios, pensamentos intuitivos, e, com maior frequência, de outras pessoas que se sentem inspiradas a nos trazer uma mensagem.

8 – Quando o suficiente de nós entrar neste fluxo evolucionário,  sempre dando energia e autoconsciência diante de todos que encontrarmos, nós construiremos uma nova cultura, onde nossos corpos desenvolverão níveis de energia e percepção ainda mais altos.

  • A Oitava Visão é a consciência de que a maior parte das sincronicidades têm lugar através das mensagens que nos são trazidas por outras pessoas e que uma nova ética espiritual em relação aos outros estimula essa sincronicidade. Se não competirmos energeticamente com as outras pessoas, e permanecermos ligados a energia mística interior, podemos elevar a vibração dos outros com a nossa energia, focalizando a beleza em cada rosto, enxergando o génio superior de cada indivíduo com quem entramos em contacto.

9 – Desta forma, vamos participar da longa jornada de evolução, do Big Bang ao objetivo final da vida, energizar nossos corpos de geração em geração, até chegarmos a um paraíso que finalmente podemos ver.

  • A Nona Visão é a consciência de como a evolução se dará se vivermos as outras oito visões. À medida que a evolução prosseguir, o crescimento sincronístico elevará nossas vibrações ao ponto em que penetraremos dimensão da vida após a morte, fundindo essa dimensão com a nossa e encerrando o ciclo de nascimento / morte.

Despertou sua curiosidade? Agora assista o filme on line.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s